MAIS DE 80% DAS CIDADES MINEIRAS REGISTRARAM SALDO POSITIVO NA CRIAÇÃO DE EMPREGOS COM CARTEIRA ASSINADA

Mais de 80% dos municípios mineiros registraram saldo positivo na geração de empregos com carteira assinada em 2022. Segundo dados Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho e Previdência, de janeiro a novembro do ano passado, 697 cidades no estado (81,71%) tiveram desempenho positivo na geração de postos de trabalho formais e apenas 156 (18,29%) apuraram saldo negativo. Minas Gerais teve o segundo maior saldo de janeiro a novembro de 2022, com a criação de 223.982 vagas com carteira assinada, ficando atrás apenas de São Paulo (712.888). Segundo o subsecretário de Trabalho e Emprego da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedese), Raphael Vasconcelos Amaral Rodrigues, de janeiro de 2019 a novembro de 2022, na primeira gestão do Governo Zema, Minas Gerais gerou mais de 630 mil empregos formais. “Isso é fruto de uma política de atração de investimentos que se aproximou de R$ 270 bilhões captados. Este esforço garantiu para o Estado números como uma taxa de desocupação de apenas 6,3%, sendo este índice o mais baixo em oito anos, além do saldo positivo na geração de empregos em mais de 80% dos municípios no último ano”, afirmou. Ranking No ano passado, o município de Belo Horizonte liderou o ranking, com saldo de 49.062 empregos com carteira assinada, seguido por Contagem (8.909), Uberlândia (6.602), Uberaba (4.986) e Patos de Minas (4.924). Na sexta posição está Juiz de Fora, na Zona da Mata mineira, com a criação de 4.851 vagas. Na lista com os maiores saldos de empregos formais aparecem também Nova Serrana (4.850), Montes Claros (4.849), Nova Lima (4.697), Ipatinga (4.118), Betim (3.833), Extrema (3.407), Paracatu (3.258) e Divinópolis (3.083). Serviços Por atividade econômica, o setor de serviços liderou o ranking na geração de postos com carteira assinada em 2022, com saldo de 128.888 vagas. A indústria vem em segundo lugar (38.943 vagas), seguida por comércio (26.182), construção civil (17.382) e agropecuária (12.137). De acordo com Raphael Vasconcelos, o objetivo é melhorar os indicadores para que “Minas continue sendo destaque, garantindo empregos e oportunidades na geração de renda para todos os mineiros”. Postos do Sine em Minas têm 8,8 mil vagas de emprego Mais de 8,8 mil vagas de trabalho estão disponíveis nos postos do Sistema Nacional de Emprego (Sine) em Minas Gerais. As informações são do Painel de Informações do sistema, atualizado na terça-feira (3/1). Conforme a última atualização, ao todo são 8.837 vagas, sendo 383 para pessoas com deficiência (PCDs). A ocupação com o maior número de oportunidades é servente de obras, com 763 vagas, seguida por vendedor de comércio varejista (599), motorista de caminhão (482), e operador de telemarketing ativo e receptivo (471). Entre as unidades, a que oferece o maior número de vagas é o Sine Uberlândia, com 1.431. Em seguida vem o Sine Mariana, com 686, o Sine Itabirito, que tem 570, e o Sine Ouro Preto, com 403. Painel O painel de vagas é administrado pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedese). Por meio da internet, o trabalhador pode ter acesso às oportunidades disponíveis em todas as unidades do estado. Há filtros por região, município, ocupações e unidades. Minas Gerais conta com 133 unidades do Sine. Todas as vagas de emprego estão disponíveis no Portal Emprega Brasil. Interessados também podem se cadastrar no aplicativo Sine Fácil, disponível para os aparelhos celulares com sistemas operacionais Android ou iOS. O atendimento presencial de intermediação de mão de obra é feito por meio de agendamento pela internet. Fonte: Agência Minas

Agende o seu Certificado Digital

Carregando...
Fornecido por BooklyWordPress Booking Plugin